Matemática e mentiras no marketing de rede

Com o artigo de hoje eu vou tentar responder (com minha opinião) o leitor Silas Batista, que deixou um comentário bastante pertinente num dos últimos posts do blog, onde falei sobre os produtos do marketing de rede. Na verdade, comecei a responder o Silas por lá mesmo, mas como a resposta acabou ficando muito grande, resolvi criar um post. Acho que pode ser do interesse de mais pessoas. E, pra terminar essa introdução, quero novamente agradecer ao Silas (já o agradeci no próprio comentário) por dois motivos: primeiro, as opiniões contrárias são as que mais enriquecem o debate.

Segundo, por ter despertado minha criatividade – pois estava sem assunto para o post de hoje :lol:. Além disso, como falei noutro post, precisamos observar o MMN por mais de uma ótica, se desejarmos ser conhecedores do assunto. Portanto, caro Silas, tanto a sua opinião quanto a de qualquer outra pessoa que deseje se manifestar contra o marketing de rede serão sempre bem vindas aqui no blog. É claro, desde que respeitem nossos termos de uso.

A matemática do marketing de rede

Silas, não sei se entendi direito, mas acho que você quis dizer que a matemática não erra, certo!? Eu concordo com você! E repito: o marketing de rede é matemática pura. Não tem erro: se você conseguir fazer essa engrenagem trabalhar a seu favor, o jogo dos números no MMN podem deixá-lo rico.

A grande diferença da matemática do MMN para a matemática dos outros negócios é que no marketing de rede a lógica é 3³x3³x3³ e não 3+3+3. Agora, fazer essa matemática acontecer “são outros quinhentos”. É aí que entra a equação: trabalho + dedicação + perseverança + tempo = X. Note que mesmo ao dizer que se você trabalhar, se dedicar, perseverar e “der tempo ao tempo”, ainda assim eu fiz questão de mostrar que o resultado final continua sendo uma incógnita (=X) e não algo perfeitamente previsível: (=sucesso). Essa é a verdade!

Nada garante, nem ninguém pode afirmar que qualquer pessoa terá sucesso no marketing de rede. Assim como ninguém pode afirmar que qualquer pessoa terá sucesso ao abrir uma padaria, uma farmácia, uma sapataria ou qualquer outro negócio. A questão é: se no marketing de rede, que você não precisa cuidar de todos os aspectos do negócio (produção, logística, financeiro, tributação, etc.,etc.,etc.) e ainda conta com o apoio de sua linha ascendente e da empresa, o sucesso ainda é algo difícil de ser alcançado, imagine nos negócios tradicionais, onde será apenas você contra tudo e contra todos.

Em minha opinião pessoal, marketing de rede é um negócio como outro qualquer, com todos os riscos, problemas e possibilidades de fracassos. Porém, percebo que as pessoas que chegam ao topo dos negócios tradicionais não tem a mesma qualidade de vida que as pessoas que chegam ao topo no marketing de rede. Daí eu preferir despender meus esforços nesta segunda opção.

Matemática no multinivel

O problema das falsas promessas…

O que acontece é que o marketing de rede é um negócio e que, portanto, dinheiro precisa ser feito, negócios precisam ser realizados. No caso, fazemos negócios e dinheiro com vendas. Vendemos produtos e, também, a idéia (com real possibilidade) da renda extra, do negócio próprio, da liberdade financeira, etc. Mas, na verdade, o que entregamos é apenas a possibilidade da pessoa “fazer acontecer”. Só isso. E se vai acontecer e para quem vai acontecer, só Deus sabe.

Porém, algumas pessoas que compram essa “possibilidade” entendem (ou são induzidas a entenderem) que há uma garantia de sucesso por trás. Que o êxito é certo. Entram no negócio achando que se seguirem tudo ao pé da risca se tornarão milionárias. E isso é uma maneira equivocada de encarar qualquer empreendimento. E daí vem toda a falácia de que o marketing de rede é uma fraude. Mas não é.

Porém, é um negócio. E como tal, precisa atrair pessoas, assim como a montadora que faz um comercial mostrando que o cara que comprar seu carro vai se dar bem com todas as mulheres. Mas, na prática, só o carro não basta. É preciso que o sujeito tenha algumas habilidades – tanto para se dar bem com as mulheres, quanto para se tornar um milionário no multinível.

…E das falsas expectativas

O nosso trabalho, assim como o da montadora, é vender, de maneira responsável, essa possibilidade para o maior número de pessoas. E as que estiverem dispostas a adquirir as habilidades necessárias poderão fazer a coisa acontecer pra si. E é aí onde entra sua segunda argumentação, Silas, com a qual eu também concordo, de que “uma mentira quando é muitas vezes pregada, em muitos lugares e ao mesmo tempo, fica parecendo verdade”.

O fato é que, enquanto algumas pessoas vendem isso de maneira irresponsável, outras, talvez por ingenuidade, talvez por desespero mesmo – não sei bem – compram suas próprias ilusões. E, no final, toda a indústria do marketing de rede “paga o pato”. Agora eu pergunto: o que acontece com o esquisitinho que paga uma grana num carrão e mesmo assim não “pega” nenhuma daquelas gatas dos comerciais de TV? À quem ele vai reclamar? E, provavelmente, se o fizer, lhe responderão: aquilo era apenas “o marketing” da montadora… E ele (e todo mundo), naturalmente, aceitará a resposta.

Silas, isso foi, provavelmente, o que aconteceu com seus amigos da Amway. Alguém lhes vendeu uma possibilidade, alegando que era uma certeza. Mas, te digo uma coisa: as estatísticas do marketing de rede apontam que dificilmente uma pessoa passa mais de 10 anos (ativamente) num negócio sem que tenha resultados extraordinários. A Amway passou por períodos turbulentos no Brasil mas, mesmo assim, não deixou de ser a maior empresa do mundo nesse setor. E, acredito eu, se tivessem eles perseverado no negócio, suas histórias poderiam ter sido diferentes.

A verdade sobre as mentiras do marketing de rede

Em relação a parte em que você diz “arruinaram suas vidas acreditando que ficariam ricos sem trabalhar”, volto a dizer: isso é promessa falsa. Não existe. Pode ter certeza de que nada dá mais trabalho do que trabalhar num setor que tem como principal ativo as pessoas e onde sua realidade é desconhecida pela maioria delas.

Já, Silas, uma parte de seu comentário que não tenho como concordar é quando você se diz “desinformado” e “desconhecedor dessa indústria”. Pelo contrário, acho que você tem propriedade pra falar, sim. E isso fica provado mais adiante quando diz “se você for pioneiro na sua região a chance é maior”. Você está certíssimo! Mas, novamente pergunto: em qual setor não é assim? Aqui em minha cidade existe uma grande cadeia de supermercados, com mais de trinta anos de história, e penso que quem iniciar hoje nesse setor não terá como competir de igual para igual com ela.

Nem por isso, nesse caso, devemos dizer que ninguém mais deve abrir um pequeno supermercado, por falta de mercado. Pelo contrário, por mais que as estatísticas sejam desmotivantes, sempre vemos novos empreendedores terem sucesso em mercados antigos. E tanto veremos novos supermercados darem certo, quanto veremos novos distribuidores terem sucesso em empresas de marketing de rede antigas.

Pra finalizar, eu gostaria apenas de dizer que também tenho alguns amigos parecidos com os seus, com histórias semelhantes. Mas as histórias deles não me desmotivam. E não é porque sofri nenhuma lavagem cerebral, não. É que olho para a vida deles após terem “desistido” do marketing de rede e percebo que também não construíram nada em outros negócios. Então me pergunto: o marketing de rede é mesmo uma mentira ou a verdade é que algumas pessoas não dão certo em absolutamente nada?



“Aos vinte e poucos anos eu decidi que iria aprender a “ganhar dinheiro na internet”. Aos trinta ainda não sei quase nada. Mesmo assim, tive a cara de pau de criar este blog para ensinar você como fazer isso.” [...] Continue lendo

{ 51 comentários… Clique aqui para comentar }

  • Reensieg 09/10/2014, 7:52 pm

    Esculachou! Mandou bem a Real! 😉

    TEIXEIRA, Pablo, quero ter alguns livros com teu nome! Publique, pô! Tu és o Roberto Shinyashiki Brasileiro! (E espero que logo, sendo divulgado, o novo mundial, tbm!!)

    Sucesso!!!

    • Pablo Teixeira 10/10/2014, 2:14 am

      Obrigado pelo comentário, Reensieg!!

      Não é pra tanto, mas quem sabe um hora eu não dou uma de autor de livro… rsrsrs Abraço e seja sempre bem vindo!

  • Lucas Rodrigues da Silva 09/07/2014, 5:13 pm

    Ótimo post, só acredito que qualquer pessoa com VONTADE suficiente consegue alcançar o sucesso no marketing de rede, agora se a preguiça, o medo, o comodismo e qualquer outra negatividade for maior do que a vontade ela não sera bem sucedida, é a minha opinião.
    Para quem quiser conhecer a empresa que trabalho visite meu link CNPJ ativo a 16 anos e patente registrada no INPI, ótima pra quem deseja crescer profissionalmente, financeiramente e obter segurança financeira imediata!

  • Jório Jr. 12/07/2013, 12:38 am

    Excelente post. Gostaria que muitas pessoas que conheço leiam-no. Parabéns!

  • Marco Blohem 29/06/2013, 7:04 pm

    Ótimo post Pablo. Muitos esquecem que sempra há pessoas novas saindo e entrando no negócio; logo a saturação total é impossível.

  • Ricardo Ferreira 20/04/2013, 3:59 pm

    Parabéns Pablo Teixeira!
    Seus argumentos são satisfatórios. O que tenho a acrescentar é:
    Qual o nível de influência é necessário para se desenvolver este negócio? Essa pergunta é uma das principais e talvez a mais importante entre muitas. Sabe, se eu tiver só opiniões negativas sobre o que eu não consegui conquistar e levar esta pregação como absoluta para todos os meus amigos, eu com certeza serei excluído do hall de boa influência entre eles!.

    • Pablo Teixeira 25/04/2013, 1:30 am

      Olá, Ricardo.

      Muito boa sua pergunta! Bem, como sempre falo por aqui, o que penso não é verdade absoluta, são apenas minhas opiniões. Não sou um “guru” do marketing de rede, como muitos se intitulam, mas apenas alguém que gosta de trocar experiências sobre. Então leia o que vou dizer sob essa perspectiva.

      É comum pensarmos que pessoas influentes sobre seu círculo de relacionamento tem maiores possibilidades de êxito no MMN. E isso deve ser verdade mesmo. O que acontece é que isso não é um pré-requisito e sempre vemos exceções à essa regra: sujeitos influentes sem sucesso e pessoas sem influência nenhuma tornando-se influentes e construindo histórias incríveis. Isso faz, pra mim, o MMN ser incrível. É uma questão de “FAZER” e não de “SER”.

      Só que vou mais além: penso que todas as cartilhas do MMN são muito bitoladas a fazer o empreendedor pensar que deve construir seu negócio baseado apenas em parentes e amigos. Sim, claro, isso é o que deve ser ensinado e praticado num primeiro momento do negócio, até afim de treinamento e prática.

      Mas em minha opinião e, segundo o que já conversei com vários líderes, os principais distribuidores de suas respectivas organizações são pessoas que eles conheceram depois de estarem desenvolvendo seu trabalho. Não são amigos, não são parentes, não são colegas… Entende?

      Alguém pode abrir uma padaria, uma farmácia, um bar, ou qualquer outro negócio confiando-se apenas no faturamento que terá proveniente de seus amigos e parentes? Não? E porque no MMN deveria ser assim? O mundo está aí pra ser apresentado ao MMN. Existem milhares de pessoas por aí esperando para conhecerem sua oportunidade.

      Então, assim, ter ou não ter um elevado nível de influência sobre seu atual grupo de relacionamento não quer dizer nada.

      Espero ter ajudado 🙂

      • Vera Golbi 28/05/2013, 1:42 am

        @Pablo Teixeira,

        Oi Pablo! É a segunda vez que visito o seu blog e parabenizo você pelos seus artigos de qualidade. Estou por esses dias estudando uma empresa conceituada MMN para saber se vale a pena investir no negócio.
        E já participei de várias palestras alguns anos atrás de outras empresas desse ramo e é uma verdade o que você disse neste comentário:
        “Só que vou mais além: penso que todas as cartilhas do MMN são muito bitoladas a fazer o empreendedor pensar que deve construir seu negócio baseado apenas em parentes e amigos.”
        Parece que não muda isso!! Parece que você é induzido a abrir uma equipe familiar..rs É preciso abrir o leque com mais opções. Como você comentou, eu também conheço pessoas que trabalham e conseguiram montar uma equipe com pessoas desconhecidas.
        Quando é que as empresas MMN vão pensar fora da caixa hein??!!

  • William Arnhold 17/04/2013, 7:30 pm

    oi Pablo , Gostei muito do teu blog, e queria pedir uma ajuda para voce, eu estou abrindo uma empresa de MMN para vender meus produtos, mas estou com dificuldade em pagar as comições aos associados. Tu sabe qual o meio que as empresas de MMN pagam as comiçoes aos associados? Sabe se tem uma empresa que faz isso?

    • Pablo Teixeira 25/04/2013, 1:37 am

      William,

      Esse espaço é pra troca de informações entre distribuidores de MMN,
      mas tanta gente tem me procurado pedindo consultoria “para abrir empresas
      de MMN”, que acho que vou criar um blog apenas sobre isso. 🙂

      Mas, olhe, o que sei é que as empresas se utilizam de softwares que
      permitem à elas mesmas fazerem disparos de pagamentos para vários
      distribuidores ao mesmo tempo, ou então terceirizam empresas que fazem isso.

      Algumas empresas de softwares de MMN incluem esse tipo de serviço no
      próprio plano de aquisição do software.

  • Moises Meireles 15/04/2013, 9:55 pm

    Conteúdo enriquecedor. Linguagem apropriada. Parabéns

  • Ricardo Vinicius 01/04/2013, 12:07 am

    Há muitas pessoas que, sem entenderem nada sobre o assunto inventam um monte de mentiras sobre MMN simplesmente por que não sabem ou por que não souberam desenvolver o projeto em alguma empresa, ou escolheram uma empresa séria, ou por alguma razão tiveram frustração com essa incrível forma de fazer negócios que é o Marketing de Rede.
    Nao sejam ignorantes, procurem entender sobre o assunto, escolham uma boa empresa, acreditem em sí mesmos e trabalhe muito, no final vai valer a pena!

  • Belcorp 09/03/2013, 3:19 am

    Excelente artigo. Um bom plano de MMN é aquele que esta ancorado numa empresa estruturada, e que tenha reais condições de patrocinar a sua meta. Enquanto houver pessoas procurando dinheiro fácil e se frustrando com o árduo trabalho que da fazer um MMN, teremos opositores que digam que iso é tudo uma ilusão.
    Ilusão é trabalhar de de segunda à sábado, não ganhar o suficiente, se aposentar com uma merreca, e ainda sim, correr o risco de ser demitido por motivos fúteis.

  • Ricardo Monteiro 20/02/2013, 12:58 am

    Parabéns cara, primeira vez que visito seu blog, e tudo o que li é de extrema qualidade, já participei de várias empresas de MMN, mas um dia quando fui recrutar um colega e ele disse: “Esse negócio dá muito certo mas eu queria era ser dono de uma empresa dessas”. Desde de esse dia venho tentando criar a minha empresa de MMN, pensando em todas as qualidades vistas nas empresas pelas quais eu já passei e tentando consertar alguns defeitos delas, se Deus quiser em breve estarei lançando ela.

    Grande Abraço

  • Luiz Otavio 14/02/2013, 4:42 pm

    Puts parabéns, concordo que é verdade alguns aspectos, em que no MMN em qual trabalho hoje, muitas pessoas vieram me falando que é fácil, e eu nunca avia entrado, até meu amigo de 8 anos, entrar e me falar, “quer ganhar dinheiro? trabelhe, mas se quer ganhar muito dinheiro, trabelhe muito!” eu creio que não exista em lugar algum uma formula magica de ganhar dinheiro sem fazer nada, mas no MMN do qual desenvolvo também teve períodos turbulentos e os que não desistiram hoje contam dando risada e exibindo o quanto ganha, mas é ai que esta a chave, eles não desistiram!

  • Paulo Duque 24/01/2013, 12:49 pm

    Saudações especiais Pablo!
    Vc foi muito coerente em suas palavras sobre esse tipo de negócio. Mas na minha opinião, a internet não é um lugar comum, quando eu me refiro a negócios. Além dela proporcionar grande negócios ela é infinitamente superior a qualquer negócio em beira de rua!!! Isso é evidente quando nos referimos ao seu rápido poder de alcance e a sua exposição a um certo volume de pessoas que estão ligadas e envolvida psicologicamente pela internet! Alcançar o sucesso financeiro na internet é rápido. É só ter uma boa idéia e deixar fluir, que dependendo do esquema e dos caminhos tomados dentra da grande rede o idealizador irá se surpreender o quanto a internet tem força para ajudar o desenvolvimento de um negócio!!!
    Forte abraço e tudo de bom para vc!!!

  • Reginaldo Ap. 02/01/2013, 8:48 pm

    Tem certeza Pablo que você não é um especialista em MMN? Realmente um ótimo artigo sobre MMN. Parabéns! Estou na Telexfree e quem quiser se cadastrar, minha equipe sucesso sempre estará pronta a atende-los.

  • GILNEI GOSS 05/12/2012, 10:18 am

    CARO AMIGO, GOSTEI DO ASSUNTO E CONCORDO, MAS EMPRESA DE MMN DEVE TER UM SISTEMA DE RETENÇÃO PARA SER BOM O NEGOCIO E GARANTIR QUE AS PESSOAS VAM ATINGIR O SUCESSO. PARA AVALIAR ISTO DEVE SE FAZER A SEGUINTE PERGUNTA . . .
    . . . O QUE ACONTECERA COM A EMPRESA, SE NÃO DIGO NÃO ENTRAR MAIS NINGUEM APARTIR DE HOJE OU DE VOCE?? VALE APENA CONTINUAR NO NEGOCIO?? SE A RESPOSTA FOR SIM VOCE ESTA NA EMPRESA CERTA, AI PODE ME CONVIDAR QUE VOU CONHECER SEU NEGOCIO. MAS SE A RESPOSTA FOR NÃO É POR QUE A EMPRESA NÃO TEM SUSTENTABILIDADE E MAIS CEDO OU MAIS TARDE VAI PERCEBER.
    AI OFEREÇO NOSSO NEGOICO PARA CONHECER.

    ABRAÇO A TODOS

  • Fernando 15/11/2012, 10:43 am

    Pq sera que todos os envolvidos ´´os cabeças´´ do MMN tem problemas com policia federal etc?

    Pq eles entram em um sistema e logo depois falam mal do mesmo?

    Ja notaram que todos eles tem o geito de ´´falastrão´´? Tipo pastor de igreja como Universal entre outras?

    O sistema não é ruim, o problemas são os que não divulgam da forma como que se deve ser…

    Na minha opinião aquelas convenções com música, palestrante ´´tentando ser motivador´´ (este por sua vez nem parte do MMN da empresa a qual tenta motivar outras pessoas faz parte, pq será?)….neguinhos e branquinhos segurando cheques de valores de 300 mil reais…etc….isso que queima o filme…será que é verdade ou são atores para fazer este teatro todo?

    Esta é minha opiniao…

  • Marcelo Martins 12/11/2012, 10:59 am

    Parabéns Pablo, os grande líderes do Marketing de rede no Brasil, ainda estão se formando, morei um bom tempo nos EUA e vejo quantas pessoas trabalham de forma séria e profissional naquele País, hoje no Brasil começamos a ver esta profissionalização e o seu site é uma referência no mercado.
    http://www.marcelom.com

  • Vanessa Cristina 03/11/2012, 4:55 pm

    VERY GOOD PABLO!!! MMN realmente é matemática cujo calculo resulta em um valor X.

    Mas aos que não acreditam ou se dizem não ter tempo para ele, trabalho de segunda a sabado… Estou a um mês no MMN e ja obtive otimos resultados. Pois sempre encontro tempo para meu segundo emprego que para mim por enquanto é uma grana extra…

    VocÊ pode fazer dinheiro, ou desculpas!!!

    Me add no face Pablo… vanessabaruque@hotmail.com, vou adorar bater papo contigo… Fica na paz!!!

  • Luiz Henrique 26/10/2012, 2:13 pm

    Parabéns pelo artigo.. O marketing de rede desperta em nós o espírito empreendedor.. O perigo não está no Marketing de Rede, está na ilusão da riqueza sem trabalho. Outra coisa, em um emprego comum, os funcionários passam por uma filtragem para serem admitidos e a probabilidade e entrar uma pessoa preparada é bem maior. No Marketing de Rede, quem quiser entrar, pode entrar, mas nem todos estão preparados. por isso é mto mais fácil visualizar fracassos no Marketing de Rede que nos empregos convencionais.

  • Sérgio Miura 09/10/2012, 11:58 pm

    Sou divulgador da Telexfree e suas idéias me ajudam muito a fortalecer com conhecimento o meu grupo!
    Parabéns!!

  • Elton Oshiro 30/09/2012, 4:14 pm

    Parabens Pablo… o artigo esta sensacional… E o blog esta a cada dia melhor… Sucesso meu nobre amigo… A verdade é que Marketing de Rede é um negócio como outro qualquer… a diferença é que os principios que regem o MMN são superiores aos príncipios que regem os negócios tradicionais…

  • Danilo Ferreira Sebastião 13/09/2012, 7:37 pm

    Parabéns pelo artigo amigo, problema que tem muita gente na internet brincando de fazer marketing, sem o mínimo de profissionalismo, PARABÉNS PELO SITE…. TAMBÉM TRABALHO COM MMN e seu artigo foi de grande valia. Abraços e Sucesso

  • Simão Petul Naturalaloevera 21/08/2012, 10:14 am

    Sim, as falsas promessas são a ruina de muitos negócios de MMN. Honestidade é a chave do sucesso

  • Vinícius Quintino Mytc 13/08/2012, 7:49 am

    Meu amigo, parabéns por sua resposta e saiba que baseado ou não vc acabou escrevendo algo muito parecido com o que o mestre Tim Sales fala em suas entrevistas então é claro que está correto!

  • Jose Torres 06/08/2012, 8:47 am

    Pablo,

    Concordo plenamente. No meu sistema já apareceu muita gente querendo ganhar antes mesmo de se cadastrar, aí fica difícil.
    A net está cheia de gente querendo ganhar dinheiro de forma fácil, sem trabalhar ou sem se esforçar. Esses com certeza só encontrarão “dores de cabeça”, mas para aqueles que pretendem dedicar algumas horas de trabalho frente ao computador, existem vários sistema de MMN sérios.
    Eu já estou lucrando no meu, porém não parei de me dedicar.
    Parabéns pelos posts, Pablo.

  • Peterson 30/07/2012, 9:19 am

    Nossa cara, FALOU TUDO !
    A frase final entao …
    “o marketing de rede é mesmo uma mentira ou a verdade é que algumas pessoas não dão certo em absolutamente nada?”

    Entrei pro negocio da Polishop e é mais dificil ver pessoas desistirem, a proposta é otima, mas é bem por ai, no fundo é um negocio como outro qualquer

    Parabens
    Teu site ta favoritado ! =)

    ABcs

  • Valdir Almeida 27/07/2012, 10:10 pm

    Parabéns pelo artigo! concordo plenamente com o tudo que disse. Tem pessoas que acham que MMN se resume a se cadastrar e esperar aos montes, os cadastros como seus afiliados. Igualmente pensa alguns “blogueiros”, que pensam que como num passe de mágica, “amanhã” seu blog terá 1 milhão de visitas, e com isso transformar seu blog em um caixa eletrônico. Essas pessoas precisam ter em mente que somente no dicionário, o dinheiro vem antes do trabalho.

  • Edson Vaughan 24/07/2012, 11:40 am

    Sem atitude, o seu pensamento positivo não serve pra nada.

  • Walter Gomes de Sousa Junior 21/07/2012, 4:10 pm

    Gostei muito deste artigo, tanto que compartilhei na minha pagina para todos os distribuidores da minha rede, realmente esclarecedor e interessante a parte da qualidade de vida das pessoas que tem sucesso no marketing e das pessoas do mercado tradicional….Parabéns pelo Artigo.

  • Fernando Guerrero 18/07/2012, 7:54 pm

    Parabens mesmo pelo blog esta a cada dia melhor as matérias!
    Trabalho com a Dreams And Gold, é o Melhor plano de compensação que já conheci, e o melhor tem uma ferramenta que nenhuma outra companhia tem Lançamos ontem pela TV MTV o plano de Marketing será transmitido para milhares de casas do Brasil através da Televisão.

  • Franklin 18/07/2012, 8:25 am

    Olá Pablo.

    Meus parabéns pelo artigo.

    Você disse tudo o que é necessário saber sobre o MMN, principalmente a comparação entre ele e um negócio físico. Os milionários são milionários porque correm riscos, e muitos. A partir do momento que somos concebidos, la na barriga da nossa mãe já estamos correndo riscos. Ou seja o risco que corremos no MMN é minimo se comparado a esses pontos. Porque não arriscar então?

  • Cassiano Axé 18/07/2012, 9:54 am

    Parabens pela materia , vc falou tudo. Sou empresario e também desenvolvo a Dreams and Gold ha 50 dias e estou colhendo resultados no MMN e minha luta não é contra burocracia mas contra pessoas sem propositos, sem metas , sem fé! Fui o pioneiro junto com outro mas ele não está tendo mesmo resultado o que prova que o trabalho faz a diferença mesmo para os antigos pioneiros e excelencia é o diferencial ! parabens

  • Geraldo Carlos Kemp 17/07/2012, 7:24 pm

    Sou novo no MMN. Leio tudo que me chega as mãos. Parece-me que muitas pessoas fazem questão que outras não se deem bem nos negócios e na vida. Muito pertinente esse seu Post. Parabéns.

  • Julio Callejas 17/07/2012, 6:52 pm

    Pablo, parabéns pelo artigo. O que você falou é a mais pura verdade. Eu já fui empregado e patrão. Todas as atividades tem os seus desafios. No marketing de rede não poderia ser diferente.
    O que me intriga é que somente falam dos fracassos nessa área. Ninguém fala do “fracasso” do dono da farmácia que fechou; ninguém fala dos bancos que quebraram; ninguém fala do fazendeiro que perdeu sua safra de soja e assim por diante.
    Mas do mareting de rede falam e por pessoas que nunca trabalharam na área. Só ouço coisas assim: meu tio falou que…; meu amigo gastou tudo que tinha no…..; conheci um cara que….
    Bem, Pablo, fracassos sempre existiram e sempre vão existir e sabe quem fracassa? QUEM TENTOU!!! QUEM SONHOU!!! QUEM FEZ DESCOBERTAS!!! QUEM INVENTOU A LÂMPADA.
    Um grande abraço e sucesso
    Julio

  • Stefany Helen 17/07/2012, 5:08 pm

    Olá! Amei este post, eu como empresária do MMN tenho quase que diariamente lidar com pessoas descrentes no MMN, mas na verdade acredito que tudo que você faz para vencer e sabendo de tudo que é envolvido, ainda que demore anos, mas você chega lá! Sucesso a todos…

  • Prezado Pablo;

    Sou Físico e desenvolvo MMN em Fortaleza. Para contribuir com o seu material e para ajudar na resposta ao colega Silas, informo temos duas estruturas matemáticas completamente diferentes na sua matéria.
    Primeira: Quando você menciona acerca “da matemática do MMN para a matemática dos outros negócios é que no marketing de rede a lógica é 3³x3³x3³ e não 3+3+3”. Isso é conceitos de matemática elementar, cuja estrutura é simples de compreender.

    A segunda situação (Agora, fazer essa matemática acontecer “são outros quinhentos”. É aí que entra a equação: trabalho + dedicação + perseverança + tempo = X.) temos um outro aspecto matemático. A estrutura é um pouco mais complexa e se chama Teoria de Sistemas Dinâmicos (popularmente conhecida como Teoria do Caos). Para fazer com que os resultados aconteçam, temos um número muito grande de variáveis que se interrelacionam. O mesmo raciocínio é utilizado na formação de uma nuvem, em um crescimento populacional, enfim, em sistemas onde temos muitas variáveis contribuindo para um mesmo fenômeno. É uma questão probabilística. Para quem quiser ter uma noção melhor do assunto tenho duas sugestões de leitura:

    STEWART, I. Será que Deus joga dados? A nova matemática do Caos. Rio de Janeiro. Jorge Zahar Editor, 1991.

    MLODINOV, L. O andar do bêbado. Como o acaso determina as nossas vidas. Rio de Janeiro. Jorge Zahar Editor, 2009

    Suas duas leituras muito enriquecedoras sobre o assunto.

    Espero ter contribuído de alguma forma.

  • Claudio gomes 17/07/2012, 12:57 pm

    Nós temos o melhor produto de todos os tempos! O sucesso é garantido!

    Ou ainda “Nós temos o melhor plano de marketing do mundo! O sucesso é garantido!”

    Essa mentira não é exatamente uma mentira. Pode ser verdade. Mas ela revela claramente um problema de foco.

    Robert Kyiosaki (autor de “Pai Rico, Pai Pobre”) costuma perguntar às pessoas que o procuram para investir em algum restaurante o seguinte:
    – Você consegue fazer um hamburguer melhor do que o McDonald´s?

    Todos até hoje responderam que sim. Então ele faz uma segunda pergunta:
    – Então porque o McDonald´s tá ganhando mais dinheiro do que você?

    Muita gente não entende o que ele quer dizer com isso, mas a verdade é que ter o melhor produto do mundo ou o melhor plano de marketing multinível é excelente, mas se você não tiver uma boa estratégia de vendas, tanto do produto quanto do negócio, não adianta nada.

  • Raimundo Augusto 17/07/2012, 2:38 pm

    Maravilha show de bola sucesso sempre!!!

  • Martha Rodrigues 16/07/2012, 11:54 am

    Vou tentar fazer com que muitas pessoas leiam este post, estou a pouco tempo no MMN mas, creio nunca ter lido explicações e respostas mais claras e objetivas que estas.

    • Pablo Teixeira 16/07/2012, 10:41 am

      Obrigado pelo comentário, Martha. E agradeço de coração o empenho em divulgar o post. Valeu!

  • Consultor Belcorp 14/07/2012, 1:41 pm

    Caro Pablo, não tem como não classificar como "perfeito" esse artigo! Sem qualquer conhecimento em multinivel (digo, nunca participei) resolvi desenvolver Belcorp há 4 meses, e algumas pessoas que desenvolve multinivel há mais tempo, não sei se para me apoiar, dizem que meu recrutamento está de razoável a bom, levando-se em consideração a minha experiência no ramo. Parabéns pelo artigo! seu blog será uma fonte de valiosa informação para mim.

  • marco ramos 12/07/2012, 5:49 pm

    ola,boa tarde Pablo,
    antes de mais nada gostaria de te parabenizar
    pelos otimos post do seu blog,sua esplanação a respeito de variados temas dentro do mmn me leva a acreditar que voce antes de um experiente
    profissional ,é um homem de bem , e isso pa mim faz muita diferença ,
    estarei sempre atento aos seus post ,obrigado por m ajudar a pisar
    com os dois pés no marketing multinivel .

    • Pablo Teixeira 13/07/2012, 11:52 am

      Obrigado pelo comentário, Marco. Sobretudo pela parte do “homem de bem”. Quando somos reconhecidos por princípios que valorizamos, ficamos felizes. E ser uma pessoa íntegra (de bem), é algo que também faz toda diferença pra mim. Penso, inclusive, que antes de desejarmos ser grandes líderes, gurus, especialistas ou mesmo “milionários do multinível”, todos devemos almejar ser vistos como “homens de bem”. Abração e sucesso pra você!

  • Alan Maurício Flor 11/07/2012, 11:50 pm

    Parabéns Pablo pela lucidez neste seu texto. Perfeita a abordagem deste assunto! Penso que você prestou um serviço ao marketing multinível, que crescerá muito no Brasil especialmente em função da nossa influência, esclarecendo as pessoas e deixando claro que temos um negócio como qualquer outro, mas com possibilidades reais de resultados extraordinários para quem faz o que precisa ser feito, com a visão e atitude que tem de ser desenvolvida. Abraços!

  • Jimmy Fenner 11/07/2012, 6:06 pm

    Amigo, seu blog de tem sido de grande valia para mim. Desenvolvo MYTC e acho fantástico seu blog, os posts são sempre realistas e esclarecedores. Obrigado!

Deixe um comentário