Como descobrir em qual tipo de servidor web está hospedado um site

Dias atrás eu precisei criar um servidor para um de meus projetos e contratei um freelancer, para que ele criasse um droplet na Digital Ocean e migrasse meu sistema.

Como já tenho uma certa experiência com a DigitalOcean, pedi que ele criasse o servidor com o Nginx. Bem, pedido feito, pagamento efetuado, ele criou o servidor e colocou meu sistema pra rodar. Até ai tudo bem…

Só que depois de alguns dias o sistema começou a cair e dar “erro de conexão com o banco de dados”.

Então eu entrei em contato com outro rapaz que sempre faz trabalhos pra mim e que tinha desenvolvido esse sistema e pedi pra ele dar uma olhada no que poderia estar havendo. E ele rapidamente respondeu, me instruindo a migrar o sistema para um servidor Nginx.

Servidor Nginx vs Apache

Eu, por minha vez, lhe respondi que já havia feito isso, pois poucos dias antes havia contratado um freelancer para colocar o sistema no atual servidor em que ele se encontrava e tinha lhe dado instruções claras de que o servidor deveria ser um Nginx e não um Apache. Portanto, ele já estava no Nginx.

Servidor Ngnix ou Apache

E ai, pra minha surpresa, meu programador, que, nesse caso, estava atuando como consultor, me disse que nã nã ni nã não… Ele ainda estava no apache. E eu, relutantemente, insisti que não poderia ser…

E, depois de alguns minutos de discussão, eu resolvi fazer o que era mais inteligente: procurar uma forma amadora de eu mesmo verificar isso. Eu falo “amadora” porque para um profissional de programação, isso é algo muito simples: basta acessar o servidor e você descobre que sistema web ele está usando.

Qual o melhor: Nginx ou Apache?

Mas, pra leigos no assunto, como eu, a coisa não é tão fácil. Então, esse post está sendo publicado aqui justamente para que na próxima vez que eu contratar alguém com essa finalidade, eu saiba exatamente como fazer pra checar se a pessoa cumpriu com o combinado ou não.

E, caso você também se encontre nessa situação, fique a vontade para fazer o mesmo.

Bem, depois de várias tentativas usando alguns comandos do terminal do Mac e não obtendo resultado algum, eu descobri uma ferramenta online que retorna várias informações sobre o servidor de um determinado website, inclusive em qual tipo de webservice ele se encontra.

Basta acessar o link abaixo, informar o site desejado e pronto!

>> Ferramenta de análise de servidor web <<

Se essa informação for útil pra você, deixe um comentário abaixo.



“Aos vinte e poucos anos eu decidi que iria aprender a “ganhar dinheiro na internet”. Aos trinta ainda não sei quase nada. Mesmo assim, tive a cara de pau de criar este blog para ensinar você como fazer isso.” [...] Continue lendo

{ 5 comentários… Clique aqui para comentar }

  • Davidson 08/04/2016, 9:59 am

    Pablo, você utiliza apache e nginx juntos ou somente nginx?

    • Pablo™ 10/04/2016, 4:24 am

      Oi, Davidson. Na verdade, essa não é minha praia… Sou apenas um curioso, do tipo que contrata um cara que sabe mais do que ele e fica no pé do cara, querendo entender o que está sendo feito e dando umas dicas nada a ver 🙂

      Mas, depois que um programador que trabalha comigo mudou alguns projetos meus do Apache pra o Nginx e eu percebi uma grande diferença no desempenho dos meus sites, eu pedi pra ele migrar outros projetos pra o Nginx também. Hoje quase todos os meus sites e sistemas estão no Nginx.

  • Flavio Vieira 10/03/2016, 5:05 pm

    Para saber qual servidor esta rodando é só executar o comando ” service –status-all ” (sem aspas) no terminal e este exibirá todos os serviços instalados no servidor, sendo que (+) significa que esta ativo e (-) não esta ativo.

  • Mauro Medina 07/05/2015, 12:17 pm

    Pablo, você sabe dizer se os servidores da digital ocean podem ser criados com Nginx nativo?

    • Pablo™ 07/05/2015, 12:25 pm

      Sim, Mauro! Eu optei pela digital ocean justamente porquê os servidores (droplets) que eles oferecem podem ser totalmente customizados e você pode escolher desde a potência do servidor até o sistema operacional e o servidor web que irá utilizar.

      Na hora de criar seu droplet, aparecerão várias opções, inclusive o Nginx.

Deixe um comentário